Grupo de Novos Emprendedores do Secovi-SP discute sobre intervenções urbanísticas em metrópoles mund



No último dia 2/11, a H2C, que integra o Grupo de Novos Empreendedores do Secovi-SP participou da Convenção Secovi 2015 e trouxe um debate bastante pertinente para os tempos de crise no país: como as intervenções urbanísticas em metrópoles mundiais podem inspirar o Brasil em novas oportunidades de desenvolvimento.


A Convenção Secovi tem por objetivo discutir temas e propostas para que todas as atividades imobiliárias encontrem o melhor caminho a seguir. O grupo NE apresentou suas impressões sobre modelos de intervenções feitas em diversas cidades do mundo e analisou soluções adotadas em diversos locais que podem ser aplicáveis ao Brasil, além de destacar oportunidades para a iniciativa privada.


- O High Line, em Nova York, confrontando com o Minhocão, em São Paulo

- A requalificação urbana e de transporte em Medellín (Colômbia) aplicada à realidade de cidades brasileiras

- A reurbanização de Casco Viejo (Panamá) em relação à utilização de áreas degradadas (Porto Maravilha e Santos)


A palestra contou com cerca de 200 pessoas vindas do Brasil e do mundo e serviu como oportunidade de reflexão para a transformação das cidades brasileiras, inspiradas nos cases apresentados acima.


Todo ano, o grupo de Novos Empreendedores do Secovi realiza uma missão para conhecer de perto o avanço das intervenções urbanísticas ao redor do mundo. Em 2010 viajamos para o Peru, em 2011 para a África e Luanda, em 2012 para Nova York e Chicago, em 2013 para Medellín e em 2015 para o Panamá.


Acompanhar de perto a transformação dessas cidades só nos faz crer que não importa o local: onde houver bons projetos, haverá investimento. Por isso, quanto mais a iniciativa privada, o setor público e a comunidade estiverem alinhados, melhor para todos.


Destaques

Últimas postagens